Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de marciogama
 


Administração Pública: Estado avaliza Rio 2016

A cidade do Rio de Janeiro é escolhida sede dos jogos olímpicos de 2016. Sem dúvida uma vitória para a cidade, o estado, o país, o continente e indiretamente o mundo todo. Em outras oportunidades o Rio se candidatou e não venceu mas, desta vez, o que fez a diferença, além das experiências acumuladas em tentativas frustradas anteriores, foi a presença de um chefe de estado comprometido com os ideais olímpicos e com o seu povo.

O presidente Lula entrou na pugna não como mais um político de um país que está "com o pires na mão" diante de mais uma crise econômica mundial em busca de mais uma oportunidade de dinamizar a economia local com a vinda de mais um mais um evento internacional. Ele se consolidou como o principal vendedor da imagem positiva do país no exterior mas desta vez em uma posição de vanguarda como representante legítimo e de fato do povo de um país que prova dia a dia que já é uma potência econômica mundial, já é uma potência energética mundial, que deixou de ser devedor e passou a ser credor internacional, que foi um dos últimos a entrar e um dos primeiros a sair de uma crise econômica mundial, tudo isso ser se utilizar dos recursos da propaganda para esconder as mazelas do país diante do mundo.

Os ideais olímpicos, representados pelo seu principal símbolo(as argolas representando a união de todos os continentes) são a cara do Brasil. Um país que pode se dar ao luxo de reunir iranianos, ianques, israelenses, palestinos, e todos os povos que em suas pátrias são inimigos e que em solo brasileiro são amigos cordiais. A cidade do Rio de Janeiro, que desde 1960(quando deixou de ser a capital federal) viu de cada vez mais longe os seus dias de glória, com certeza passará a ter desde já os investimentos públicos e privados tão necessários para começar a pagar a imensa dívida social que acumulou para com os cariocas. É uma oportunidade sem igual(talvez maior ainda do que ser sede da Copa do Mundo de futebol em 2014).

Com os recentes episódios que puseram em cheque a hegemonia do mercado e do neo-liberalismo, o Estado provou que ainda é a "mão invisível" que deve ser cada vez mais visível quando se trata do futuro de um povo. Serão investidos cerca de um por cento do Produto Interno Bruto- PIP do Brasil nestes jogos e uma imensa parte destes investimentos permanecerão na cidade e no país após os jogos como legado olímpico para o seu povo. Parabéns Brasil! A vitória é do mundo todo.

(mais em www.administradores.com.br/home/marciogama/artigos) 



Escrito por marciogama às 12h26
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]